sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

TRUMP : A Presidência de Todos os Perigos


Com a tomada de posse de Donald Trump abre-se uma nova era, totalmente imprevisível.

As ideias defendidas por Trump e as escolhas que tem feito para cargos da administração norte-americana não pressagiam nada de bom e positivo.

Estivéssemos a falar de países como a Hungria, a Polónia, a Turquia, a Síria , a Arábia Saudita ou a Coreia do Norte, governados por gente do “género” de Trump, nas suas mais variadas “versões”, e o problema seria, apesar de tudo, menos grave, por ser mais localizado.

Mas estamos a falar dos Estados Unidos, ainda a maior potência mundial, pelo menos a nível militar, cujas decisões têm um impacto global, tanto na economia como na área do ambiente.

Para mim é mesmo aquilo que Trump pensa das alterações climatéricas que se revela mais preocupante, porque as decisões erradas nesta área vão ter consequências, não só para toda a humanidade, mas para várias gerações, senão mesmo para o futuro da sobrevivência da própria humanidade.

Depois, a legitimação do discurso do ódio e da intolerância por parte de Trump, vai abrir as portas e reforçar a influência de movimentos xenófobos e racistas, um pouco por todo o mundo, especialmente na Europa, já fragilizada por responsabilidade própria.

A aliança com Putin e as provocações à China revelam-se igualmente preocupantes, primeiro porque Putin, um político muito mais inteligente que Trump, vai ganhar maior influência mundial, colocando em risco equilíbrios estratégicos e podendo fomentar graves conflitos locais que podem incendiar toda a Europa, depois porque uma China acossada pode arrastar o ocidente para a falência financeira  e para uma crise económico-social de consequências trágicas.

Infelizmente não encontramos na União Europeia uma alternativa credível, solidária e humana, capaz de fazer o contraponto político, económica, cultural e social, a um mundo dominado por Trump e Putin, e essa é outra tragédia dos nossos tempos.

Por tudo isso adivinham-se tempos terríveis para a humanidade, pelo menos nos próximos quatro anos, com a agravante de tudo o que venha a acontecer vir a ter consequências, não só para toda a humanidade, mas também para várias gerações ao longo de muito tempo.

A única certeza é que Trump vai arrastar os Estados Unidos para a decadência definitiva e a única esperança é que, se houver algum travão à sua política, ela talvez surja internamente, quando os próprios norte-americanos começarem a sentir na pela a consequência da sua política.

Costumam dizer nos Estados Unidos que “Deus salve a América”…Hoje é caso para dizer, mesmo não sendo crente, “que  Deus nos salve de Donald Trump”!!

 

Trump em Cartoon's

BêDêZine: Trump em Cartoon's: O único lado positivo da eleição de Trump : garantir que a inspiração não vai faltar aos cartoonista do mundo inteiro: (clicar para ver).

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

António Tajani : Um "trumpezinho" à frente do Parlamento Europeu

À quarta foi de vez e o triste Parlamento Europeu, dominado pela direita neoliberal, lá conseguiu eleger o seu novo presidente.
O seu  currículo é politicamente comprometedor:
- fundador do partido populista da direita radical Forza Itália, juntamente com Berlusconi, de quem foi homem de confiança;
-vice de Durão Barroso no dois desastrosos mandatos deste  na Comissão Europeia.
Como responsável pelos transportes, primeiro, e pela industria depois, na Comissão, ficou conhecido pela duvidosa actuação (que se pautou pelo silêncio e pelo deixa andar) no escândalo da emissão de gases poluentes pela industria automóvel alemã.
Onde ele foi bom, e valeu-lhe agora na sua eleição, foi em movimentar influências junto da classe política e da burocracia europeia, estabelecendo uma verdadeira rede ao estilo "mafioso".
Se é esta a resposta que a União Europeia pretende dar à chegada de  Trump ao poder e ao crescimento dos movimentos populistas anti-eureopeistas, estamos "falados"...
Até porque o homenzinho já "ameaçou" que ía ser pouco interventivo (como o foi no escândalo da industria automóvel!!!).
Enfim, o politburo da Bruxelas, depois de se ver livre de uma das poucas figuras decentes à frente da "Europa", o alemão Schultz, resolve colocar um "trumpezinho" na única instituição legitima  da "União".
...Descendo mais um degrau na sua decadência, a "Europa" oferece de bandeja um rico presente a Trump e aos populistas europeus!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

TSU – Chantagem Irresponsabilidade e Oportunismo



Fazer da redução da TSU condição para aumentar miseravelmente um já de si  miserável ordenado mínimo nacional até se percebe, vindo dos representantes dos Patrões (…sim, Patrões…Empresários é outra coisa, rara por estas bandas…).

A TSU foi usada, de forma chantagista por esses patrões para assinarem um acordo de concertação social. Uma atitude miserável, mas à qual já nos habituamos. E os próprios patrões, habituados que estavam a mandar nas decisões do anterior governo, apesar de terem à frente da Concertação Social um grande senhor, um dos últimos social-democratas do PSD, Silva Peneda, que lhes fez frente e refreou-os muitas vezes, tudo fizeram, nos seus costumados modos arrogantes, usando comentadores e alguma comunicação social em seu favor, para encostar o governo socialista à parede.

A este apenas restou aceitar a chantagem para conseguir a garantia de um aumento do salário mínimo. mesmo que miserável, à custa da redução da TSU para o patronato, medida que tinha sido iniciada pelo governo de Passos Coelho.

Como seria óbvio e coerente, CGTP, BE e PCP estão contra.

O que não se esperava era o oportunismo político de Passos Coelho, que procura, em mais uma das suas patéticas e miseráveis atitudes politicas, aproveitar-se das divergências que aquele acordo gerou entre a actual coligação que sustenta António Costa, para dando o dito por não dito, renegar os valores que sempre defendeu e uma medida que ele iniciou, vendo aqui uma oportunidade para agitar as águas e tentar sobreviver à sua própria decadência política.

Ou seja, pura politiquice no seu mais abjecto sentido…

Vai ser curioso ver o PSD a fazer campanha contra o patronato na Assembleia da República …

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Exposição Sobre A Propaganda nas Eleições Presidenciais dos EUA é hoje inaugurada

É hoje inaugurada uma exposição sobre A Propaganda Nas Eleições Presidenciais Dos EUA, material recolhido por Pacheco Pereira nos Estados Unidos duranta a última campanha eleitoral, no âmbito do  Projecto EPHEMERA.
A exposição estará patente na Escola Superior de Comunicação Social, no Instituto Politécnico de Lisboa (perto de Benfica) até 10 de Março.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

As Imagens que nos envergonham a todos (...menos aos burocratas de Bruxelas).

No último ano morreram afogados no Mediterrâneo cerca de 4 mil refugiados (mais do que os mortos das Torres Gémeas...).
No início deste ano uma nova tragédia está a abater-se sobre os refugiados: o frio e a neve.
Do lado de cá tudo continua impávido e sereno. Os Burocratas de Bruxelas continuam entretido a discutir décimas nos deficits, para ver quem devem tramar a seguir (talvez os gregos que, sozinhos procuram fazer o que podem pelos refugiados...) .Os comentadores, banqueiros, economistas e políticos continuam a comer e a dormir todos as dias.
Os refugiados que fogem a guerras provocadas e apoiadas pelo ocidente no Libano, na Síria  e no Iraque continuam a tentar chegar ao continente Europeu ou continuam a aguardar sem destino em campos de refugiados lotados no Médio Oriente ou no Norte de África, onde o frio aperta ainda mais do que na Sérvia, na Grécia ou na Macedónia. Os governos terroritas da Hungria e do leste europeu, financiados pela União Europeia continuam a impedir a chegada de refugiados...
 As imagens que mostramos em baixo, tiradas na Europa,  falam por si...haja vergonha:

























 

Lançada edição a cores de "Tintin no país dos Soviéticos".

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017